Cristãos são envenenados durante estudo bíblico

Em Uganda, cinco cristãos da igreja clandestina em uma vila predominante muçulmana, incluindo uma mulher grávida, morreram ao consumir um alimento envenenado.

Segundo fontes da região, os cristãos estavam reunidos no dia 18 de dezembro na vila Kachomo, na casa do irmão Hajii Suleiman Sajjabi, um ex-muçulmanos que passou a realizar estudos bíblicos com oito membros de sua família que chegaram a Cristo sob sua influência.

Após o estudo, os cristãos foram se alimentar, no entanto a comida estava envenenada, segundo publicou o site morningstarnews, Sajjabi está em coma, e quatro de seus familiares morreram, entre eles Katooko Aisha Sajjabi, de 22 anos de idade, que morreu as 4 da manhã no dia 19 de dezembro, já Mwanje Husain Sajjabi, 24, morreu às 5 da manhã naquele dia; Eric Ali Sajjabi, 29, e Musa Namusongi Sajjabi, 26, morreram mais tarde. Uma quinta pessoa, a vizinha Mariam Kurumu, uma mãe grávida, morreu às 5 da manhã no dia 19 de dezembro no Hospital Regional Mbale.

noticias-gospel-cristãos-envenenadosA polícia de Budaka e Kaderuna, estão a procura de um dos filhos de Sajjabi, Isa Sajjabi de 32 anos, que se opôs em deixar o islã para seguir a fé cristã. Segundo a policia ele havia se distânciado dos familiares convertidos, no entanto no momento do estudo da Bíblia ele estava na casa, mas não quis participar.

Sobreviventes disseram que quando sua mãe deixou o estudo para pegar água para um dos membros do grupo de estudos, ela encontrou Isa Sajjabi sozinho na cozinha. Após o fim do estudo, as 19:30, o grupo começou a comer, Isa Sajjabi e um amigo muçulmano desapareceram. Os crentes começaram a sentir mal depois de meia hora.

Um médico do Hospital Regional Mbale, disse que no exame pós-morte foi encontrado no sangue das vítimas uma substancia conhecida como Malathion, que é um pesticida de baixa toxicidade. Apesar do baixo nível toxico, o Malathion quando ingerido metaboliza rapidamente em Tomalaoxon altamente tóxico.

No mês passado, Hajji Suleiman Sajjabi estava distribuindo bíblias para os muçulmanos perto da mesquita Kaderuna. O Ima local escreveu uma carta de repreensão a Sajjabi.

Por favor, informamos que temos conhecimento de sua decepção, e não podemos levar isto de ânimo leve“, escreveu o Ima, “Você deve parar de tentar converter os muçulmanos ao cristianismo e fornecer suporte aos nosso membros da comunidade muçulmana”.

Sajjabi parou de ir à mesquita depois de receber a carta, e ele e sua família ficaram com medo. Sajjabi tinha começado o estudo após a distribuição de roupas e alimentos em Kaderuna em outubro, e, em seguida, convidou alguns amigos perto de sua casa para um almoço. Naquela época, ele deu a oito Bíblias, disse um líder cristão local, e partir dai as reuniões de estudo da Bíblia começaram em sua casa.

O líder cristão local, cujo nome é retido por razões de segurança, disse Sajjabi foi anteriormente um discípulo secreto que tinha ajudado a comunidade muçulmana através de vários alcances para os pobres.

Por cerca de dois anos, Hajji conseguiu ganhar oito membros de sua família, com exceção de um filho que se tornou resistente ao evangelho“, disse o líder do ministério. “Hajji Sajjabi estava usando a abordagem de extensão de serviços para alcançar os membros da mesquita, que ele usou para assistir com a intenção de ganhar alguns para a fé cristã, mas ele tentou permanecer em segredo na fé cristã.”

O líder cristão disse que também teme por sua vida.

Estes incidentes foram os últimos de uma série de ataques contra cristãos no leste de Uganda. Extremistas islâmicos no leste do Uganda no dia 08 de dezembro fizeram uma armadilha mortal para um policial cristão que havia deixado o Islã. Ele foi assassinado por aproximadamente 20 extremistas muçulmanos ao atender um ocorrência forjada de uma suposta disputa de terras, ele foi ferido com pedradas aos gritos de ‘Alá é grande’. No dia seguinte os muçulmanos sequestraram três filhos de outro convertido a fé cristã.

Oremos pelos cristãos perseguidos.

Fonte: Portal Padom

Anúncios

Sobre Anderson Cássio de Oliveira

Líder do ministério Missão Com Cristo, avivalista apologético, trabalha principalmente com ensino, discipulado e serviço cristão, voltados a levar a Igreja do Senhor a um avivamento genuíno (com base nas Escrituras). Administrador do blog de missões - Chamado para as Nações.
Esse post foi publicado em Notícias Missionárias (NM). Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Cristãos são envenenados durante estudo bíblico

  1. SELVINA BITHENCOURT DE OLIVEIRA disse:

    Amei o site, gostaria de receber noticias por email

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s