Nações por Herança (parte 1)

naçoesporherança

“Pede-Me, e Eu te darei as nações por herança e as extremidades da Terra por tua possessão.” (Sal. 2:8.)

Quando o salmista escreveu este capítulo 2 se referia ao governo do Messias e a oposição daqueles se opõe e não se submetem a Ele.
Devemos ir por todo mundo para pregar o evangelho,fazendo discípulos de todas as nações e falando do seu amor e da sua graça.
Essa é nossa missão como cristão. Mas as Escrituras nos advertem que antes da sua vinda, importa que primeiro Ele padeça muitas coisas e seja REJEITADO por esta geração.(Lc 17:25). A citação mostra claramente que nem todos ouvirão a palavra de Deus. É claro que nem por isso iremos deixar de pregar as boas novas,mas não podemos ser ignorantes que outras pessoas que estarão, digamos assim, do outro lado. Assim como Cristo, tem chamado os seus, o inimigo também terá um exército. Por isso existe uma necessidade de evangelizarmos
e avançarmos em busca do território onde o verdadeiro evangelho não chegou.

Devemos entender que para conquistar as nações é necessário lutarmos arduamente pelo território. Podemos citar como exemplo os conflitos diários entre Israel e palestina. De um ponto de vista distante, parece uma guerra “boba”, mas o que está envolvido
naquele conflito é quem irá herdar aquela terra. E Israel e Palestina não abrem mão daquele território, por isso o conflito.

É necessário entender que para conquistarmos alguma coisa sofreremos oposição de todo tipo, internamente e externamente. Devemos entender que as promessas de Deus nos são dadas, mas também são conquistadas.

Toda promessa dever ser reivindicada, mas é algo a ser conquistado. Podemos citar por exemplo Calebe que recebeu a promessa de herdar Hebrom quando tinha 40 anos, mas só pode entrar na sua possessão quando já estava em idade avançada.

Pois diz assim a palavra do Senhor:

Certamente a terra que pisou o teu pé será tua, e de teus filhos, em herança perpetuamente; pois perseveraste em seguir ao SENHOR meu Deus. E agora eis que o SENHOR me conservou em vida, como disse; quarenta e cinco anos são passados, desde que o SENHOR falou esta palavra a Moisés, andando Israel ainda no deserto; e agora eis que hoje tenho já oitenta e cinco anos;
E ainda hoje estou tão forte como no dia em que Moisés me enviou; qual era a minha força então, tal é agora a minha força, tanto para a guerra como para sair e entrar. (Js 14:9-11)

O grande problema das pessoas é acreditar que as promessas de Deus virão de “mão beijada”, ou seja, com facilidade, sem esforço algum ou sem nenhuma dificuldade. A palavra de Deus diz que como filhos somos herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo. (Rm 8:17).

Como herdeiro de Cristo, podemos reivindicar a possessão da nossa herança, ou seja, os nossos direitos, mas para isso é preciso que venhamos a nos apossarmos da terra através de uma ação, de esforço e luta. Quando o Senhor diz: “Pede-me”, ele indica uma ação da nossa parte. Assim como pedir é uma forma de ação, o ato de lutar também é agir.

No reino espiritual as coisas acontecem da mesma forma. É através da oração que podemos “vencer terreno” e “ganhar território”. A palavra de Deus que as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas(2 Cor 10:4).

Que luta são essas?

Luta Espiritual – A palavra diz que a nossa luta não é contra carne ou sangue, mas contra principados e potestades(Ef 6:12)

Que armas são essas?

Armas Espirituais – Diz a palavra de Deus que quando chegar o dia de enfrentarmos as forças do mal, nós poderemos resistir a eles, aos ataques do Inimigo e, depois de lutarmos até o fim, nós ainda continuaremos firmes, sem recuar. Devemos estar preparados.
Usando a verdade como cinturão. Vestindo a couraça da justiça e calçando, como sapatos, o entusiasmo para anunciar a Boa-Notícia da Paz. Levando sempre a fé como escudo, para nos protegermos de todos os dardos de fogo do Diabo. Recebendo a salvação como capacete e a palavra de Deus como a espada que o Espírito Santo que é dado a nós”.(Ef 6:10-17).

Podemos sim herdar as nações se usarmos as armas certas para conquistar e derrotar nossos inimigos.

Mas não é pela força, nem pela violência carnal, mas pelo Espírito.(Zc 4:6)

A grande missionário escocês David Livingstone soube ser um desses “guerreiros de oração” que soube desbravar terrenos e conquistar território para Cristo na África.

Para conquistar aquele território para Senhor, o grande missionário se tornou amigo do comandante para aprender a língua e os costumes da tribo. Foi nessa jornada que Livingstone foi ao interior da África. Embora sofrendo de muitas oposições e provações fortes como a malária e a morte de sua filha Livingstone não desistiu de sua missão de conquistar. Constantemente Livingstone pregava a milhares de indígenas. O grande missionário lutava para ganhar a estima das tribos mais selvagens ,mas também a se esforçava para ter credibilidade com as autoridades contra o tráfico de escravos. Em sua jornada, o grande missionário e desbravador evangelizou a milhares, tratava os doentes em sua enfermidades e descobriu lugares inexploráveis como as cataratas da Vitória em 1855.

Diz sua biografia que com o falecimento de sua esposa, destituído de roupas e alimentos, veio a ser achado por nativos ajoelhado(provavelmente orando)em 1873. Seus auxiliares enterraram parte do seu corpo debaixo de uma árvore. A outra parte de está enterrado na Abadia de Westminster em Londres.

Antes da sua morte ele escreveu:

“Na minha pobreza senti-me como o homem que, descendo de Jerusalém a Je­ricó, caiu nas mãos de ladrões. Não tinha esperança de que sacerdotes, levitas ou o bom samaritano viesse em meu so­corro. Entretanto, quando minha alma se achava mais abatida, o bom samaritano já estava bem perto de mim!”

Gravadas no seu túmulo podem ser lidas estas pala­vras: “O coração de Livingstone jaz na África, seu corpo descansa na Inglaterra, mas sua influência continua”.

David Livingstone deu nome da cidade de LIVINGSTONE na Zâmbia, cujo significado é PEDRAS QUE VIVEM.

Como o missionário Livingstone podemos ter um memorial diante dos homens e conquistar nações por herança. Poder ser que nosso
nome não seja referência a alguém, mas diante de Deus tudo que fazemos é levado em conta.

Como filhos do Altíssimo temos direito a herança e como living stones, ou seja, como pedras vivas de Deus nosso maior objetivo é edificar em todo lugar que estivermos uma casa espiritual(nossa vida) e levantar um altar para o nosso Deus.

Como diz a palavra de Deus:

E, chegando-vos para ele, pedra viva, rejeitada, na verdade, pelos homens, mas, para com Deus eleita e preciosa,
sois vós também quais pedras vivas, edificados como casa espiritual para serdes um sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais, aceitáveis a Deus por Jesus Cristo.
1 Pedro 2:4-5

Anúncios

Sobre Anderson Cássio de Oliveira

Líder do ministério Missão Com Cristo, avivalista apologético, trabalha principalmente com ensino, discipulado e serviço cristão, voltados a levar a Igreja do Senhor a um avivamento genuíno (com base nas Escrituras). Administrador do blog de missões - Chamado para as Nações.
Esse post foi publicado em Notícias Missionárias (NM) e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s