Rebeldes islâmicos aterrorizam cidade cristã na Síria

A cidade cristã Saidnaya está vivendo sob a ameaça de “milícias islâmicas”, que invadiram e aterrorizaram a vila.

Segundo a Fides, “milícias islâmicas de Yabroud e da montanha libanês” foram depredar a aldeia. No início desta semana, um dos ataques matou um homem católico.

Saidnaya é uma das várias aldeias montanhosas localizadas ao norte de Damasco, que tem sido o lar de cristãos e cujos moradores ainda falam o aramaico. Muitos antigos mosteiros e igrejas do Império Bizantino e da Idade Média estão na área e Saidnaya que é conhecida como um centro de peregrinação cristã.

Contudo, apesar da longevidade da população cristã, desde o início da guerra civil, a região deu uma guinada para o pior. Maaloula, uma aldeia próxima, com uma história similar, foi recentemente adquirida pela al-Qaeda, forçando seus 2.000 moradores cristãos a fugir.

Os cristãos de Saidnaya acreditam que a violência está sendo usada estrategicamente para aterrorizar e, finalmente, levá-los para fora. “Isso é banditismo, mas também é uma vingança contra os cristãos. Não gostaríamos de dar um significado a esses atos como perseguição religiosa, mas esses ataques têm o efeito de criar confusão e medo entre os civis” destacou um pastor de Saidnaya

“Hoje o povo de Saidnaya têm medo de ter o mesmo destino que Maalula”, acrescentou.

Os cristãos de Maaloula vivem agora em Damasco condenados a falta de ação de proteção contra os grupos rebeldes.

“Fazemos um apelo forte à comunidade internacional. Ninguém nos ajuda, o radicalismo islâmico está se tornando mais discriminatório. Nos sentimos desprotegidos. Ninguém faz nada para impedir esses abusos dos direitos humanos. Pedimos à Comissão das Nações Unidas em Genebra, para intervir”, um dos representantes Fides.

Apesar desta dificuldade, a perseguição aproxima as pessoas à sua fé, disse a irmã Carmel, que está trabalhando com pessoas deslocadas em Damasco.

“Entre os cristãos sírios, que estão cada vez mais vulneráveis, há um despertar espiritual, um renovado impulso na fé, na oração e proximidade inter-religioso”, disse à Agência Fides.

Fonte: Christian Post

Anúncios

Sobre Anderson Cássio de Oliveira

Líder do ministério Missão Com Cristo, avivalista apologético, trabalha principalmente com ensino, discipulado e serviço cristão, voltados a levar a Igreja do Senhor a um avivamento genuíno (com base nas Escrituras). Administrador do blog de missões - Chamado para as Nações.
Esse post foi publicado em Notícias Missionárias (NM) e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s