Estudantes estão presos e sendo espancados na Eritreia

Estudantes estão presos e sendo espancados na Eritreia

Segundo um comunicado do site oficial do Ministério de Informação da Eritreia, 17 mil estudantes entraram no serviço militar nacional dos quais 26 foram graduados em 13 de julho. De acordo com o edital, todos esses alunos tinham concluído com êxito os oito meses de estudos acadêmicos e quatro meses de treinamento militar obrigatório. Estes alunos vão agora prosseguir para o ensino secundário sênior para completar a 12 ª série.

Nesta turma que se graduou um grupo de 39 estudantes, dos quais 11 estudantes do sexo feminino da mesma ingestão, que também tinha completado o treinamento, foram excluídos da cerimônia de formatura e, ao invés de serem recebidos para continuar o ensino, foram colocado sob severa punição militar no centro de treinamento militar do Sawa.

Fontes disseram à Portas Abertas que as detenções ocorreram pelo motivo dos estudantes professarem a fé cristã e por seu compromisso com Cristo. Os jovens estão agora sofrendo espancamento, trabalho forçado duro e sem comida e água suficiente. “Fontes disseram que as autoridades estão também ameaçando os alunos dizendo que a prisão deles pode ser prolongada ou a exclusão da universidade se eles não renunciarem a sua fé em Jesus Cristo.

Desde o início do ano, os cristãos pertencentes a grupos que não seja da Igreja Ortodoxa a única autorizada pelo governo da Eritreia como os das igrejas católicas e luteranas tem sofrido uma campanha de perseguição generalizada. Mais de 200 homens e mulheres de várias idades sem acusações formais, mas só pelo fato de professarem a fé em cristo e não serem ligados a Igreja Ortodoxa, foram presos desde o início do ano e estão detidos em condições sub humanas.

Dentre as muitas aprisionada está uma mulher de 85 anos, mantida em um contêiner (modo de punir os cristãos) e contraiu pneumonia. Ela não está recebendo assistência médica porque não concorda em negar sua fé em Jesus Cristo.

O treinamento militar faz parte do currículo da Eritreia. Mas, depois de concluir a escola, todos eritreus também devem fazer o serviço nacional.

Fonte: InforGospel

Anúncios

Sobre Anderson Cássio de Oliveira

Líder do ministério Missão Com Cristo, avivalista apologético, trabalha principalmente com ensino, discipulado e serviço cristão, voltados a levar a Igreja do Senhor a um avivamento genuíno (com base nas Escrituras). Administrador do blog de missões - Chamado para as Nações.
Esse post foi publicado em Notícias Missionárias (NM) e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s